A receita dessa vez é da Dani Noce, do site I Could Kill For Dessert. Mudei algumas coisas da receita dela e achei que foi o melhor bolo de chocolate que eu já fiz.
Achei que por usar açúcar mascavo e cacau em pó ele iria ficar muito forte, mas não ficou. A receita rendeu dois bolos, pois minhas formas eram mais baixas.
Ingredientes:
Bolo:
. 8 ovos
. 300 ml de leite
. 255 ml de óleo (eu usei o de soja, mas pode ser o de canola)
. 2 xícaras e 1/4 de açúcar mascavo
. 2 xícaras e 3/4 de farinha de trigo
. 1/2 xícara de cacau em pó
. 1 colher de chá de bicarbonato de sódio
. 2 colheres de chá de fermento em pó
. 1 pitada de sal

Cobertura:
. 1 lata de leite condensado
. 5 colheres de sopa de achocolatado (se tiver chocolate em pó fica menos doce e ainda melhor)
. 2 colheres de sopa de manteiga sem sal
. 1 caixinha de creme de leite

Modo de Preparo:
Bolo:
1. Misture os ovos, o leite e o óleo. Em seguida, adicione o açúcar mascavo.
2. Peneire a farinha, o cacau, o bicarbonato e o fermento e junte à mistura dos líquidos.
3. Adicione uma pitada de sal e mexa bem até ficar bem homogêneo. Se não quiser, não precisa nem de batedeira, pode ir mexendo com a colher ou com o fué mesmo, só vai demorar um pouco mais.
4. Unte a forma com manteiga e enfarinhe.
5. Leve para assar por aproximadamente 50 minutos em forno pré-aquecido a 180°C.
6. Tire do forno e deixe esfriar.

Cobertura:
1. Em uma panela, junte o leite condensado, o achocolatado e a manteiga. 
2. Leve ao fogo médio, mexendo até dar o ponto de brigadeiro (quando ele desgruda do fundo da panela quando você passa a colher).
3. Desligue o fogo e acrescente o creme de leite, misturando bem.

Desenforme quando o bolo já estiver esfriado e depois cubra o bolo com a cobertura.
P.S.: Ele combina super bem com sorvete.


A minha pele é mista, e eu já usei uma grande variedade de protetores solares para a pele oleosa, a maioria deles deixavam a minha pele brilhando. Ficava sequinha, mas brilhando. E quem tem a pele oleosa, procura produtos que fazer exatamente o contrário. 
Mas eu consegui encontrar três protetores que funcionaram super bem na minha pele.


1. Neutrogena Sun Fresh.  FPS 30.
O que promete: Pele protegida, hidratada e sequinha. Textura ultraleve, resistente a água e ao suor e proteção ampla e eficaz contra os raios UVA e UVB.
O que eu achei: Eu uso esse filtro solar no corpo, durante o dia-a-dia. Ele não deixa a pele com cheiro de clube, fica sequinha (não fica melecado como alguns protetores) e é bem fácil de espalhá-lo no corpo. Mas acho que o cheiro dele é um pouco forte e não muito bom e a pele fica brilhando um pouco, mas como não passo no rosto, está ótimo. Paguei R$ 40,00 em 200ml.

O que promete: Controle da oleosidade e umidade, redução dos poros, sensação de pele limpa por 9 horas, pele sem brilho, sem toque engordurado e alta proteção UVA e UVB.
O que eu achei: Usei esse filtro solar no rosto. O cheiro dele é ótimo, deixou a minha pele sequinha e sem brilho. É super fácil de espalhar.  Paguei R$ 69,90 em 50g.

3. Filtrum Ultra Seco. FPS 30.
O que promete: Inibe a produção de lipídeos da glândula sebácea, diminuindo o diâmetro dos poros, auxilia na absorção do excesso de oleosidade da pele, toque ultra seco e hipoalergênico. 
O que eu achei: O melhor protetor. Eu uso no rosto. Ele é bem concentrado, tem um cheiro normal e deixou a minha pele bem lisinha. Percebi que deu uma diminuída nos poros. Paguei R$ 54,00 em 60g.


Eu sou mestre em viver situações de silêncios constrangedores, justamente por ter dificuldade em começar uma conversa, ainda mais se for com algum estranho. Então, copiando a Laila e a Manu, respondi 31 perguntas nada relevantes, mas que poderiam ser ótimas para começar uma conversa.
1. Você gosta de coentro ou acha que tem gosto de sabonete?
Eu gosto! Até comentei sobre como comecei a gostar de coentro aqui.

2. O que você acha dos áudios do WhatsApp?
Não gosto quando me mandam, mas eu mando áudios de vez em quando.

3. Você também comia o chocolate da Turma da Mônica pelas bordinhas?
Não lembro.

4. Qual é a melhor consoante do alfabeto?
H

5. Qual é a primeira rede social que você vê pela manhã?
Snapchat.

6. Você acha que existe alguma bala melhor que 7 Belo?
Sim. Balas Fini.

7. Que cor você acha menos confiável?
Marrom.

8. Qual foi o último filme que você viu e odiou?
Cidades de Papel. Pensei que eu poderia ter interpretado o livro mal e que o filme seria bom.. Mera ilusão. O filme é pior ainda.

9. Qual animal parece mais simpático, um pato ou um golfinho?
Golfinho, eles estão sempre sorrindo.

10. Toddy ou Nescau?
Toddy.

11. Você acha que bebês conversam uns com os outros.
Acho que não.

12. Sabia que todo mundo é feito de poeira de estrelas?
Não é não.

13. Ouro Branco ou Sonho de Valsa?
Ouro branco.

14. Qual era seu desenho favorito na infância?
Ursinho Pooh, porque eu chorava quando o desenho acabava.

15. Qual série você jamais reveria?
New Girl.

16. Qual personagem de Harry Potter você menos gosta?
Não gosto de nenhum.

17. Qual é sua opinião sobre barrinhas de cereal?
Já comi muitas na minha adolescência (as que não tinha passas), hoje não consigo mais.

18. Com quem você dividiria um Bis?
Com meu marido.

19. O que faria se achasse R$ 50,00 na rua?
Ficaria muito feliz, e talvez compraria cremes para o cabelo.. Lembrando que já perdi R$50 que estava no bolso da calça e não foi legal.

20. Quanto tempo uma comida precisa estar na geladeira para você considerar ela velha?
Depende da comida, mas normalmente é uns quatro dias.

21. Qual é o seu número preferido?
Cinco.

22. Qual é o aplicativo mais inútil do seu celular?
Radio.

23. Quem você tiraria do elenco de "Friends" se fosse obrigado?
Me mata, mas não me obrigue a tirar alguém de Friends.

24. Você é contra ou a favor de comer macarrão com arroz?
A favor, quanto mais carboidratos melhor. 

25. Qual foi a última vez que você precisou usar a Fórmula de Bhaskara?
Precisei usar no primeiro ano da faculdade.

26. Você acha que dá para morrer de overdose de rúcula?
Não. Aliás, odeio rúcula.

27. Quanto tempo você levou para entender como funciona o Snapchat?
Uma semana.

28. Qual é a sua opção favorita no restaurante por quilo?
Batata frita.

29. Você gosta de "Sorry" do Justin Bieber?
Não.

30. Você prefere passar muito frio ou muito calor?
Muito frio.

31. Você está dormindo e sobe uma barata na sua cara. Você prefere continuar dormindo e nunca saber, ou acordar e fazer alguma coisa?
Prefiro nunca saber, pois provavelmente choraria de aflição o dia inteiro.


Foram muitos livros que me marcaram ao longo dos anos. A maioria deles foi indicação do meu pai. Mas listei apenas 6 que mais marcaram a minha vida com a leitura. Os livros estão em ordem cronológica de leitura.
1. A Canção da Menina Descalça. Autora: Iêda Dias. Páginas: 30.
Eu li esse livro quando tinha uns 8 anos de idade. Ele me marcou pois foi o primeiro que eu realmente gostei. Perdi as contas de quantas vezes li aquelas poesias, e lembro que ele me inspirava a escrever.

2. O Meu Pé de Laranja Lima. Autor: José Mauro de Vasconcelos. Páginas: 192.
Um livro cativante, com uma linda história. Ainda é o meu favorito de todos os tempos. Lembro que foi o primeiro livro que me fez chorar.

3. Feliz Ano Velho.  Autor: Marcelo Rubens Paiva. Páginas: 260.
Eu parei no meio do livro duas vezes, mas quando consegui terminar, percebi que esse livro estava entre os melhores que eu tinha lido. Eu gostei da forma que ele foi escrito, com vários flashbacks e relatos verdadeiros sobre o acidente e a recuperação do autor.

4. O Diário da Princesa. Autora: Meg Cabot. Páginas 288.
Foi a partir desse livro que eu fiquei viciada em ler. Fiquei tão apaixonada por toda a história da Princesa Mia, que lia cada livro da coleção em 3 dias.

5. Cinco Minutos. Autor: José de Alencar. Páginas: 94.
O livro que me fez amar José de Alencar. A história é linda e encantadora. Lembro que fiquei emocionada com cada parte da história. Foi a partir desse livro que comecei a gostar de ler romances.

6. Louco Amor. Autor: Francis Chan. Páginas: 176.
Ainda quero reler esse livro. O autor nos mostra como nos acostumamos a ficar longe de Deus, e como demoramos a nos dar conta disso. É um livro sobre o maior amor do mundo, que é incauculável e imensurável. 
Me siga no skoob!
Essa é uma blogagem coletiva do grupo Book Club


Agora estamos apenas com quatro filhotinhos. É incrível como eles estão fofos. 
Fato interessante: Se eu coloco a Miley para comer junto com eles, ela come a ração dela e a ração deles. E depois vomita e come o vomitado juntamente com os filhotinhos. Meu vizinho disse que deve ser preocupação de mãe para eles comerem ração. Estranho e nojento... Agora dou comida para eles separados e demoro umas horinhas até deixar ela fica junto com eles.  

O branquinho. Iremos ficar com ele. Acho que vai chamar Teodoro. Ainda estamos pensando em nomes. Muito difícil escolher, parece que nenhum dá certo para ele.

Apelidamos ele de Daniel, porque se parece com o filho de um amigo nosso, com aquela carinha de "o que irei aprontar agora?". É o maior deles e o mais medroso.
A única fêmea. Mais fofa, carinhosa e tranquila ainda está para existir. Se a minha casa fosse maior eu ficava com ela também. E reparem no olhinho azul!
O pititico! Era o menorzinho de todos, mas sempre foi espertinho. Quando pegava um peito para mamar, não largava de jeito nenhum. E percebi que ele não é nada fotogênico.


O dia dos namorados está chegando, e eu concordo com o fato de que o cartão é mais importante que o presente. Por isso, separei 3 ideias de cartões para imprimir, ou se inspirar.
01. Cartões com tons mais clarinhos para baixar e imprimir no blog Paper & Stitch.
02. Cartão Star Wars feito em uma caixinha, no blog Namorada Criativa.
03. Cartões de monstrinhos, no blog Small for Big.


História 1
Quando eu era criança, minha mãe sempre fazia um suco muito gostoso para eu levar de merenda na escola. Ainda se fala merenda?.. Bom, ela falava que era de morango. Eu amava, pois gosto muito de morango e ainda tinha uma cor bonita.
Quando eu tinha uns 17 anos, depois de muitos anos, a minha mãe fez o suco na hora do almoço. E eu perguntei:
- Mãe, tinha morango aqui em casa?
E respondeu: 
- Não. 
- Como fez o suco?
- Com beterraba e cenoura.
- NÃO É SUCO DE MORANGO?
Foi aí que descobri que fui enganada por toda a minha vida. 
1. Talvez se ela tivesse falado a verdade quando eu era criança, eu não gostaria tanto do suco.
2. Não precisava ter demorado tanto tempo assim para contar a verdade.
3. Hoje a beterraba está presente na minha alimentação só se for no suco.

História 2
Minha mãe nunca gostou de coentro. E por isso, eu achava que também não gostava de coentro, pois ela sempre falava que era ruim. 
Um dia, eu fui almoçar na casa da minha madrinha, e achei que a carne que ela fez estava muuuuito boa. E perguntei o que tinha colocado de diferente. E ela disse que deve ser o coentro, pois sabe que a minha mãe não gosta e não usa na comida.
Foi aí que descobri que eu gosto de coentro. Hoje até tenho uns na minha pequena hortinha.

Duas historias que mostram como as  mães influenciam nossos pensamentos. E como eu acredito em tudo que ela fala! 



1. Cartas de um diabo a seu aprendiz 
Autor: C.S. Lewis
Gênero: Espiritualidade
Páginas: 202
Um livro bem irônico, escrito pelo criador de "As Crônicas de Nárnia", que se trata de cartas escritas por um diabo, o Fitafuso. Ele fala das estratégias criadas para manipular o comportamento do ser humano. O livro me fez pensar em algumas atitudes e as influências por trás delas. Precisei prestar bastante atenção no livro, pois o autor mesmo nos lembra que o diabo é mentiroso e enganoso.

2. O café dos anjos
Autor:  Max Lucado
Gênero: Ficção
Páginas: 208
Uma ótima história de ficção: Chelsea passou por uma separação bem conturbada e resolve reconstruir sua vida na cidade onde nasceu e cresceu. Quando tudo começa a dar errado, ela conta com a ajuda dos céus, literalmente. Esse livro é muito lindo!

3. Em busca do sentido da vida
Autor:  Augusto Cury
Gênero: Dizem que é romance, mas acho que está mais para ficção.
Páginas: 368
É uma história que prende a atenção e é difícil parar de ler. O livro conta sobre um professor que aceita participar de um projeto de viagem no tempo, com o objetivo de impedir que Segunda Guerra Mundial aconteça, e apagá-la da história. Me deparei com eventos que ocorreram e com as atrocidades cometidas pelos nazistas. É um livro realmente envolvente. 

Me siga no skoob!