6 de julho de 2018

7 dicas para reduzir o uso de plástico

Já parou para pensar na quantidade extrema de lixo que produzimos? Hoje em dia tem opções de descartáveis para tudo. Eu tento fazer minha parte economizando energia, reaproveitando a água da máquina de lavar roupas e mudando hábitos de limpeza, mas só isso não é suficiente.
Há um tempo, eu li uma matéria sobre uma baleia que morreu depois de engolir 80 sacolas de plástico que me deixou bem pensativa sobre a enorme quantidade de plástico que está presente na minha vida. 
Por isso, pensei em reunir várias opções de simples mudanças que podemos ter para começar a usar menos descartáveis.

1. Troque os copos descartáveis por copos de vidro.
Quando você vai receber amigos em casa usa copos descartáveis para ter menos trabalho na hora de lavar a louça? Agora, é hora de usar apenas copos de vidro e é válido falar para cada um lavar o seu para ajudar.

2. Ter sua própria garrafa de água/copo/caneca para evitar as feitas de plástico.
Dispense as compras de garrafas de água feitas de plástico e tenha a sua própria. Vai tomar aquele cafezinho? Utilize a sua própria caneca!
Olha que prático desse copo reutilizável. 

3. Dispense o uso de canudos.
O canudinho de plástico representa 4% de todo o lixo de plástico no mundo, e por não ser biodegradável, pode levar até mil anos para se decompor. Por isso, é hora de dispensá-los. Não consegue? Tenho outras opções: canudos de bambu (provém de uma fonte renovável e é reutilizável e lavável), encontrei aqui e aqui; canudos de vidro (reciclável, durável e elegante), encontrei aqui e aqui; canudos metálicos (podem ser de inox, aço ou alumínio), encontrei aqui e aqui.
Foto da exposição sobre a poluição plástica, no Aquário Marinho do Rio.

4. Compre cotonetes com hastes de papel.
Algumas marcas já aderiram cotonetes com hastes de papel reciclável e biodegradável, como a Affagio e a Needs.

5. Utilize produtos de limpeza feitos em casa.
Para reduzir a quantidade de embalagens de produtos de limpeza, a melhor opção é fazer seus próprios produtos. Eu já comentei aqui no blog sobre como o vinagre e o bicarbonato de sódio são uma ótima combinação para limpar a casa; lá no Um Ano Sem Lixo também tem opções para lavar louça sem produzir lixo, com sabão de coco e bucha vegetal, e uma receita de sabão líquido natural para lavar roupas.

6. Reutilize postes de vidro.
Além de todo o mal que as embalagens de plástico podem fazer a nossa saúde por causa do Bisfenol A (não sabe do que estou falando? Assista esse vídeo), também possui pequena durabilidade comparado ao vidro.  Prefira comprar molhos e cremes em potes de vidro. Outra vantagem, eles podem ser reutilizados de diversas maneiras para decoração e guardar mantimentos ou temperos.
Fonte da imagem.

7. Abandone o plástico-filme.
Uma ótima alternativa para abandonar o plástico para armazenar os alimentos é a embalagem criada pelo casal Carla e Lucas, que é feita com tecido 100% algodão e uma liga com cera de abelhas e outras matérias primas naturais. Ela serve para manter os alimentos frescos, embalar pedaços de frutas ou vegetais, envolver sanduíches ou lanches, embalar pães frescos, substituir o plástico nas compras a granel ou até mesmo embalar barras de sabonete na sua viagem. Já quero ter!
Essa belezura você encontra aqui.

O plástico realmente está em todos os lugares, principalmente nas embalagens, seja de comidas ou cosméticos, e cada pequena mudança já é um começo. Você tem mais alguma dica para reduzir o uso desse mal? Compartilha com a gente!

P.S.: Que tal participar do #julhosemplástico? A Cristal, do Um Ano Sem Lixo, fez um post sobre esse movimento.

29 de junho de 2018

As cores da semana

A rotina é algo que quando a gente percebe, estamos esgotados por conta dela. As vezes eu gosto de parar e e fazer algo diferente para mudar um pouco a semana. Pensando nisso, me veio a ideia de mudar toda a semana, fazendo com que ela seja mais colorida. Com isso, escolhi uma cor para cada dia, aproveitando seus significados e aquilo que cada uma transmite.
A cor pode ser usada em variadas tonalidades, no look do dia, na cor da caneta que irei usar, na maquiagem, nos acessórios e em qualquer outra coisa. 
Segunda-feira. Vermelho. 
Para começar a semana com motivação! 
Cor quente que remete motivação, vontade e atividade. Associada ao calor, ao fogo, ao amor e paixão. Em tons mais claros sugere energia e em tons mais escuros passa uma imagem forte e elegante.

Terça-feira. Laranja. 
Para a semana continuar com muita energia.
Cor vibrante, expansiva, energética e afirmativa. Reflete entusiasmo com vivacidade e espontaneidade naturais, pois é bastante associado à elementos da natureza, podendo indicar vitalidade. Chama atenção sem ser excessivo como o vermelho.

Quarta-feira. Rosa.
Para um dia mais divertido.
Jovem, excitante e passional; mas também pode ser protetor e suave. Associado ao romance e delicadeza.

Quinta-feira. Verde.
Animação, pois quinta é quase sexta.
Cor que representa crescimento, renovação, cooperação e também proteção. Possui muito dos atributos relaxantes do azul e incorpora um pouco da energia do amarelo, podendo, dessa forma, produzir um efeito de equilíbrio e harmonia. É considerada uma cor que inspira possibilidades. 

Sexta-feira. Amarelo.
Ou você está animado para sair com amigos, ou animado para descansar em casa!
Por ser a "cor do sol", costuma ser associada à luminosidade, alegria, brilho e jovialidade.

Sábado. Violeta.
Para a alegria de um final de semana.
Possui o estímulo do vermelho e a calma do azul. Considerada a cor da realeza, remete criatividade e imaginação.

Domingo. Azul.
Para finalizar a semana com tranquilidade!
Quietude,  serenidade e confiança. Associada a paz de maneira menos obvia do que o branco. Os tons claros passam a sensação de relaxamento, os mais brilhantes são refrescantes e os mais escuros indicam confiabilidade.

21 de junho de 2018

5 receitas de chocolate quente

O inverno começou, e nada como um bom chocolate quente para nos aquecer. Eu tenho uma receita que sempre faço por ser simples e rápida, já fiz as outras duas seguintes, mas encontrei outras que também quero testar.
Ingredientes: Leite, chocolate em pó, açúcar e creme de leite. 

Ingredientes: Chocolate em pó, leite em pó, amido de milho, açúcar, açúcar baunilhado, canela em pó, gengibre em pó, cravo em pó e noz moscada.

Ingredientes: Chocolate amargo, leite, creme de leite, açúcar, canela, baunilha e avelã.

Ingredientes: Leite de coco, cacau em pó, açúcar, amido de milho e coco ralado.

5. Chocolate quente vegano com gosto de nutella.
Ingredientes: avelã, água, biomassa de banana verde, cacau em pó, manteiga de cacau, essência de baunilha e açúcar.



12 de junho de 2018

Chá para amenizar os sintomas do resfriado

Esse tempo frio que o inverno trás, as vezes vem acompanhado de algum resfriado. E eu tenho uma receita de um chá bem gostoso e ótimo para amenizar os sintomas do resfriado/gripe.
Ingredientes: 
- 1 pedaço de 5 cm de gengibre descascado e fatiado
- 2 xícaras (chá) de água
- 2 colheres (sopa) de mel
- Suco 1/2 limão
- 10 folhas de hortelã
- 5 folhas de manjericão

Modo de preparo:
Em uma panela, ferva a água com o gengibre por 10 minutos. Desligue o fogo. Adicione o mel, o limão, o hortelã e o manjericão. Tampe e deixe em infusão por 5 a 10 minutos. Beba em seguida.

5 de junho de 2018

Três e-books para baixar #3

Mais três e-books para baixar gratuitamente, e com assuntos variados. Para mais e-books: aqui e aqui.
1. Um e-book diferente, que mostra a importância do contato da criança com a natureza, as vivências, explorações, descobertas e brincadeiras ao ar livre, brincando com os quatro elementos da natureza. Além do contato com diversos cheiros, texturas e temperaturas.

2. O psiquiatra e escritor de best sellers, Augusto Cury,  disponibilizou um e-book sobre maneiras de controlar a ansiedade. Em Busca do Autocontrole fala sobre a Síndrome do Pensamento acelerado, mostrando que é necessário gerenciar todos os dias os pensamentos que debilitam e bloqueiam a inteligência, em especial aqueles que imprimem estresse por antecipar o futuro.

3. A Julia, do blog Cabelos de Rainha, fez um guia sobre cabelos danificados, que ensina a recuperar e nutrir os fios e também a mudar os hábitos de cuidados com os cabelos.

18 de maio de 2018

Favoritos nº2

Mais uma compilação de links legais que encontro por aí e penso "preciso compartilhar isso".
No sentido horário:
A Isadora compartilhou 15 marcas de roupas independentes para fugir das fast fashion e meu lado consumista está desejando muita coisa linda.
❥ Essa parede me vez ter ainda mais vontade de sair pendurando quadros na minha sala.
❥ A Bruna Morgan fez uma lista com 6 desafios para quem ama ler. São eles: Projeto lendo o mundo, lendo o Brasil, projeto Agatha Christie, 642 coisas sobre as quais escrever, 60 escritoras para ler e desafio literário Rory Gilmore.

Mais alguns:
❥ Uma matéria antiga, mas muito válida na Super Interessante sobre o mito do detox. Ela explica que a maioria dos alimentos considerados detox depois de alguns excessos com  bebidas e alimentos gordurosos na verdade não são responsáveis por desintoxicar o organismo, nosso corpo já faz isso normalmente.
❥ Esse instagram é cheio de fotos de um lindo bullet jounal, e eu acho que é uma ótima inspiração para quem não tem habilidade para caligrafia ou desenhos, porque tem ótimas ideias de como enfeitar a agenda/planner com linhas geométricas.
Gosto de assistir videos sobre como algumas atitudes influenciam na criação e no crescimento das crianças, mesmo ainda não sendo mãe. Acho que toda forma de aprendizado é válida, esse vídeo "o mundo sob a perspectiva de uma criança" é curtinho e muito interessante.

8 de maio de 2018

Onze Fatos #2

Fui indicada pela Cássia para responder a tag Liebster Award, já respondi ela há um tempo atrás e pensar em mais 11 coisas sobre mim não foi fácil, então, por favor, leia todos os fatos! Hahahaha Não indiquei nenhum blog, mas fique a vontade se quiser responder as perguntas.
As regras: 
- Escrever 11 fatos sobre mim
- Escrever 11 perguntas para os futuros indicados
- Responder as perguntas de quem o indicou
- Indicar blogs
- Colocar o selo da tag

11 fatos sobre mim:

1. Nunca vi uma estrela cadente.
2. Já fui muito tímida e tinha medo de conversar com as pessoas. Iniciar uma conversa com um estranho? Jamais acontecia. Hoje eu consegui superar isso e sou menos tímida. 
3. Não falo palavrão. 
4. Não sei fazer contas de cabeça.
5. Minha memória é péssima. Por isso preciso anotar tudo o que tenho que fazer para não esquecer. 
6. Sonho em viajar muito pelo Brasil e conhecer novas culturas.
7. Amo receber os amigos em casa.
8. No dia-a-dia eu escuto pouca música, mas gosto de som alto quando estou limpando a casa.
9. Sou muito otimista. 
10. Amo tomar chá quente com açúcar e chá gelado sem açúcar.
11. Amo fazer sobremesas.

Perguntas:

1. Já realizou algum sonho? Qual?
Sim. Ter ensino superior foi um sonho conquistado.

2. Qual sua música preferida? 
No momento, "Na Pele" - Pitty e Elza Soares.
3. Qual seu livro favorito?
Meu pé de laranja lima.

4. Qual seu filme preferido?
Não tenho um preferido.

5. Qual sua série preferida?
Breaking Bad.

6. Qual seu signo.
Peixes.

7. Qual país gostaria de conhecer?
Turquia, Estados Unidos e Itália.

8. Com qual festival se identifica mais: Lollapalooza ou Rock in Rio?
Rock in Rio.

9. Que aspecto da blogsfera você mudaria?
Os comentários "oi, gostei do blog, segue de volta?"

10. Chocolate branco ou preto?
Os dois!

11. Cinema ou balada?
Cinema.

30 de abril de 2018

Moon list

Vi esses tópicos no blog da Kari, que viu no blog da Tany. Se trata de uma lista de coisas que aconteceram nos 30 dias desde a última lua cheia, uma ideia baseada no projeto pessoal de um fotógrafo. Achei legal esses tópicos pois é uma forma de registro mais elaborado que meu resumo do mês.

Natureza. No mês passado, três joaninhas visitaram a minha casa. É inevitável o aparecimento de um sorriso ao encontrar esses insetos tão fofos. Essas fotos são da primeira.
Surpresa / Encontro. Dois itens que não consegui encontrar nada relevante para ser registrado.

Noite fora. Os finais de semana, normalmente, seguem uma rotina. No sábado eu arrumo a casa e no domingo ficamos em casa assistindo tv, estudando ou fazendo "vários nadas". Mas domingo passado resolvemos fazer algo diferente, e a noite fomos comer cachorro quente e tomar água de coco na orla da lagoa da minha cidade. Sabe quando você pensa "por que nunca fizemos isso antes?". São coisas simples que podem mudar a rotina e fazer o dia ser mais legal.

Dia de folga. Amanhã é feriado e combinamos de ninguém ir na aula hoje e também emendamos no trabalho. Estou aproveitando para colocar as coisas em dia.

Tempo sozinha. Fui pensar no que eu faço quando tenho um tempo sozinha em casa e só me veio lembranças de momento em que eu estou passando roupa. Preciso aproveitar mais a minha própria companhia.

Tempo com amigos. Semana passada eu e minha irmã fizemos uma parada no meio do trajeto e tomamos um sorvete muito bom!

Objeto. Esse livro estava na minha wishlist já há algum tempo, e tendo a meta de comer comidas mais saudáveis, minha vontade em comprá-lo só aumentou. Além de ser lindo, tem muitas opções para variar o cardápio do dia-a-dia.
Filme/tv/livro. Tinha dado uma pausa em "Scandal" e havia até esquecido como Olivia Pope é maravilhosa! Essa quinta temporada está muito boa. Só fico triste porque a série termina na sétima. Assisti três episódios de "Narcos" e não gostei tanto assim, não é aquela série que dá vontade de fazer maratona, mas continuarei assistindo de vez em quando. Ontem assisti "O Procurado", e achei ele ótimo. Gosto muito de filmes nesse estilo.
Bom, dei uma pausa nas leituras por conta da faculdade, espero que ainda assim consiga ler pelo menos doze livros esse ano.

Ato criativo. Meu negócio mesmo é exatas. Estou há um mês tentando fazer um panfleto e até agora não consegui deixá-lo como eu queria. Criatividade aqui é meio inexistente mesmo.

13 de abril de 2018

Quatro coisas para aprender com Once Upon a Time

Once Upon a Time é uma série de fantasia que conta com vários personagens de contos de fadas que foram levados para o mundo real e tiveram suas memórias perdidas por causa de uma maldição  da Rainha Má. 
A protagonista é Emma, a filha da Branca de Neve, e minha personagem favorita.
Das seis temporadas que assisti, já tiveram a Cinderela, Ariel, Elsa, rei Arthur, Bela, Chapeuzinho Vermelho, Peter Pan, entre outros.
A sétima temporada teve sua estreia em outubro de 2017 e dá um novo rumo a história, mudando os personagens e várias outras histórias contadas anteriormente.
Mesmo sendo uma série de contos de fadas, dá para tirar algum aprendizado com ela. Talvez a lista tenha alguns spoilers, então não recomendo ler a explicação dos itens cado você não queira saber o que acontece.
1. Esperança é algo mais importante que podemos ter.
"Eu dei a ele o livro porque eu queria que o Henry tivesse a coisa mais importante que alguém pode  ter: esperança." Branca de Neve
Os personagens enfrentam muitos desafios e muitas maldições, mas algo que sempre os ajuda a prosseguir á a esperança. Branca de Neve sabe que ela e o Príncipe Encantado sempre se encontrarão, não importa o que aconteça para os separar, e isso ainda é um incentivo a mais para eles lutarem.
Mas na vida real, não temos a magia a nosso favor, mesmo assim, podemos considerar também que a esperança é algo importante nos momentos difíceis, quando estamos esperando que algo bom aconteça ou até mesmo quando precisamos que algo mude em nossa vida.

2. Não importa o que fizemos no passado, mas sim o que escolhemos ser no presente.
"Nós podemos ser felizes no futuro ou podemos ficar com raiva sobre o passado." Malévola.
Na série, alguns vilões se tornam heróis. Regina, também conhecida como a Rainha Má, é a melhor personagem para termos de exemplo que é possível fazermos o que é certo, mesmo quando nossa "natureza" diz ao contrário. Capitão Gancho também nos mostra que o nosso lado bom pode prevalecer.
Na vida real, podemos olhar para trás e ver as coisas que fizemos de errado, mas o que somos e o que fazemos hoje é o que realmente importa, claro, se houver um arrependimento sincero.

3. Tudo o que fazemos possui uma consequência.
"Toda magia tem um preço." Rumplestiltskin
Na serie, nós sabemos que toda magia, independente da intensidade, ou do motivo, vem com um preço. Assim como sabemos que na vida real toda ação, seja ela boa ou não, tem sua consequência.
4. Desistir não é uma opção.
"Aprendi há muito tempo que quando você acha algo pelo qual vale a pena lutar, você nunca desiste." Bella
Os heróis não possuem a opção de desistir, eles enfrentam o medo e encaram as dificuldades com toda a força e acreditam que estão fazendo isso não por eles mesmos, mas por todos os outros, principalmente pela família.
Enfrentar as dificuldades e os medos não é fácil, mas é algo importante. Conseguir alcançar nossos objetivos possuem maiores recompensas.

31 de março de 2018

What's in my bag #2

Segunda edição sobre o que tem na minha bolsa. Olhando o primeiro post, percebi que diminuí bastante a quantidade de coisas que carrego. Larguei a mochila durante a semana e levo o caderno na mão mesmo. 
O que levo: Estojo, óculos de grau ou de sol (quando estou usando um, o outro está na caixinha), chaves de casa e do escritório, pendrive, batom, carteira, meu querido planner e o celular que foi usado para tirar as fotos.
 Sempre com a maior quantidade de canetas coloridas possíveis e um remédio para dor de cabeça. 
E para finalizar, a bolsa.

23 de março de 2018

Sobre aceitação

Sempre fui muito tímida, sou daquelas que ouve mais do que fala. Acho que isso pode ser o motivo por sempre fazer amizades com pessoas extrovertidas, é meio que um equilíbrio.
Mas toda essa timidez acabou não me fazendo tão bem. As vezes alguma pessoa falava algo negativo sobre mim e eu ficava com aquilo na mente. Mas levei muitos anos para aprender a gostar mais de mim e a me aceitar como eu sou. Por isso, vou dividir o post em tópicos, e contar um pouco sobre cada aceitação, porque é algo que não acontece da noite para o dia, é algo que vamos aprendendo conforme vamos amadurecendo.

Sobre acne: Quando eu era adolescente, tive muito problema com acne e pele oleosa, todo o complexo de não ser bonita o bastante começou dessa época. Só quando tinha quase 18 anos é que tomei um remédio (por 8 meses seguidos) para tratá-las e melhorou, inclusive a oleosidade diminuiu. Mas ficaram algumas cicatrizes no rosto, algo que me incomodava. Fiz alguns tratamentos com laser e essas marcas acabaram diminuindo. Minha pele não está como eu gostaria, mas não me incomoda tanto.

Sobre o peso: Teve uma época que foram tantas pessoas me falando que eu "estava muito magra", que "deveria engordar uns quilinhos", e chegaram até a perguntar se eu estava doente. Lembro que no aniversário de 80 anos da minha avó materna, eu passei o final de semana inteiro me sentindo horrorosa. Cheguei até ir no médico para ver se estava tudo bem com a minha saúde mesmo. E nunca esqueci o que ele disse para mim. "Tem tanta gente querendo emagrecer e não consegue, e você com uma saúde perfeita querendo engordar? Não faça isso não. Você está ótima". Depois desse dia, parei de me importar se falavam que eu estava muito magra, e até cheguei a engordar uns quilinhos.

Sobre estrias: Quando cheguei na adolescência meu quadril cresceu de uma forma muito rápida, acho que foi por causa do ballet, e quando fui reparar estava cheia de estrias brancas. Se tivessem ficado vermelhas ainda dava tempo de tratá-las. Mesmo minha pele sendo branquinha, ficava muito incomodada com as estrias, evitava ao máximo ir ao clube ou à praia, e os biquínis sempre tinham que ter lacinhos do lado. Até que um dia eu vi o instagram chamado "Love Your Lines", que mostrava fotos diversas de pessoas com estrias, pessoas reais que não deixavam de ser lindas só por conta de algumas linhas. Então parei para pensar que toda essa vergonha que eu sentia fazia mal apenas para mim mesma, e parei de me importar com isso. Hoje uso biquíni e me sinto bem.  #loveyourlines

Sobre minha testa: Outra coisa que eu não gostava era minha testa grande. Ir a uma festa e prender a franja? Jamais! Meu cabelo sempre era partido ao meio para tentar disfarçar, só não usava franka porque a oleosidade do resto não permitia. Não sei quando comecei a parar de importar com isso, mas hoje sei que é algo que não posso mudar em mim. Ela é assim e pronto. E se a pessoa pensar que a minha testa é muito grande, é só fechar o olho!
Demorei alguns anos para perceber que não importa o que as pessoas pensam sobre mim. Não é todo mundo que vai achar meu cabelo bonito, tem gente que deve achar que eu deveria alisar o cabelo (e eu sei que tem, porque já me falaram), tem gente que já falou para eu enrolar ele mais (oi?). Vão ter pessoas que vão me achar pequena demais, ou magra demais, ou branca demais. E o que eu penso sobre mim é o que realmente importa. Acordar e me sentir linda é algo que consegui conquistar e não é um conjunto de críticas dito por alguém que vai mudar isso!

Você possui alguma história sobre aceitação? Deixe aqui nos comentários e vamos compartilhar autoestima conquistada! 

16 de março de 2018

30 antes dos 30

Ao longo dos meus 27 anos, já realizei tanta coisa que pensar em algo mais é até difícil. Acho muito importante ter gratidão pelas pequenas coisas e guardar na memória aqueles momentos inesquecíveis.

Não sou boa com metas, não sei cumprir listas mesmo amando fazê-las. Aquela de 101 coisas em 1001 dias foi deixada de lado. MAAAS, como tenho menos três anos para chegar aos trinta, tenho muito tempo para realizar cada um desses itens. 

1. Fazer uma viagem inesquecível.
Aí você me pergunta: Você nunca fez uma viagem inesquecível? Já sim! Muitas! Mas cada uma possui uma memória a ser guardada.

2. Fazer um piquenique romântico.
É sempre bom mudar a rotina do casamento, ainda mais quando é algo simples.

3. Conhecer um estado do Brasil que ainda não conheço. 
Só conheço Minas, São Paulo, Espírito Santo, Rio de Janeiro e Bahia. Hora de planejar alguma viagem diferente!

4. Comer algo "exótico".
Em 2016 eu experimentei um tal de sururu. Achei que seria nojento, mas até que foi legal experimental algo diferente. Estou pronta para a próxima aventura.

5. Tomar banho de cachoeira.
Até hoje visitei apenas uma cachoeira na vida. Não tive coragem de entrar na água pois estava muito fria. Pelo menos rendeu lindas fotos.

6.  Ver o sol nascer em outra cidade.
Não sou o tipo de pessoa que passa a noite acordada até ver o sol nascer, mas acordar mais cedo é comigo mesmo!

7. Planejar um réveillon bem diferente.
Ultimamente nossos finais de ano estão sendo bem normais. Foi ótimo planejar o Natal em 2017 na minha casa. E não preciso ser a anfitriã do réveillon, mas quero planejar algo animado!

8. Terminar a segunda faculdade.
Terminei Engenharia Ambiental e Sanitária e não sei onde encontrei motivação para enfrentar a Engenharia Civil. Comecei em uma turma já com panelinhas grupos formados e as vezes bate aquele pensamento "por que eu fui inventar isso?". Mas sigo firme e forte!

9. Tirar um projeto do papel.
Não que eu seja a pessoa mais sonhadora/empreendedora do mundo, mas nada adianta ter projetos que não dão em nada!

10. Decorar a casa para o Natal. 
A minha segunda melhor época do ano pode ser comemorada durante um mês inteiro se a minha casa tiver toda decorada.

11. Não comer carne por uma semana.
Se pudesse comeria churrasco todo dia. Esse item será mais que um desafio.

12. Ficar uma semana, no mínimo, sem consumir açúcar.
Eu sou uma formiga e penso em açúcar 24 horas por dia. Sei que consigo consumir menos açúcar, mas cadê a força de vontade?

13. Aprender a me alimentar melhor.
Eu como muito mal, as vezes bate aquela preguiça e a gente come lasanha congelada mesmo sabendo que não faz bem, fora a quantidade de doces que como ao longo do dia. Não quero ser fit, nem nunca mais comer frituras, mas quero aprender a comer mais frutas e verduras, parar com industrializados e me sentir bem por isso.

14. Fazer alguma atividade física regularmente.
Desde que larguei as aulas de ballet nunca mais fiz nenhuma atividade. O sedentarismo precisa acabar.

15.  Ter a rotina de tomar, no mínimo, um litro de água por dia.
Eu tenho muita dificuldade em tomar água, mesmo sabendo que é super importante para a saúde. 

16. Tomar todas as vacinas pendentes.
Eu morro de medo de agulhas, fujo o quanto der de tudo que envolve esses objetos. Mas isso é algo importante que não pode ser adiado, afinal, ficar doente é muito pior né?

17. Conseguir cuidar de uma horta.
Minhas habilidades com plantas estão melhorando, mas ainda mal consigo cuidar das cebolinhas. Nem sei quantas vezes já tentei plantar manjericão e nunca vai pra frente.

18. Aprender a fazer sushi
Amo comida japonesa, falo que quero aprender, mas não faço nada por isso.

19.  Desapegar de roupas que não uso, esvaziar gavetas.
Sempre tem aquela roupa que nunca usamos, mas está lá enchendo espaço no guarda-roupas, não é mesmo?

20. Aprimorar o inglês.
Eu fazia aulas quando estava no ensino médio, mas depois o único contato que tenho com o idioma é com filmes, séries e músicas. Preciso voltar a estudar!

21. Fazer algum trabalho voluntário.
Esse item nem deveria estar aqui, pois é algo horrível eu ter que anotar para realmente realizar.

22. Ir em um concerto.
Na minha cidade não tem muitos concertos ou apresentações de música, mas quero ir assim que tiver. 

23. Fazer um passeio cultural.
Seja visitar museus ou galerias de arte.

24. Ler a bíblia toda. 
Já li o novo testamento muitas vezes, mas algumas partes do novo testamento eu acabo pulando. 

25. Mudar o corte e a cor do cabelo.
Sempre achei difícil mudar o corte do meu cabelo, pois como ele é ondulado, tenho medo de cortar mais curto e ele ficar super volumoso e sem definição, igual era quando eu tinha uns 12 anos. Mas chega de medo e bora mudar!

26. Não ter medo de trocar de emprego.
A zona de conforto e o medo muitas vezes me atrapalham e preciso mudar isso.

27. Aprender a economizar.
Isso inclui não gastar dinheiro com coisas fúteis, coisas que não preciso e coisas que nunca irei usar. 

28. Postar uma foto de cada item concluído.
Como um lembrete de que o avanço sempre é bom, e farei posts sobre os itens também.

29. Escrever uma carta para mim mesma e abrir no meu aniversário de 30 anos.
Em andamento!

30. Permanecer com o mesmo blog por no mínimo cinco anos. 
Para a Aline do futuro: Mudar de url também não vale!

2 de março de 2018

Resuminho de fevereiro

Fevereiro, além do meu aniversário, foi um mês que mesmo tendo apenas 28 dias demorou para acabar. Ainda bem! 

Organização: Organizei minha estante de livros porque muitos estavam fora do lugar.
Só tem uma coisa que realmente me incomoda nessa estante. Comprei o livro "O Orfanato da Srta. Peregrine Para Crianças Peculiares" da editora Leya, e o segundo livro da coleção, "Cidade dos Etéreos", comprei da Editora Valentina. Agora tenho dois livros diferentes da mesma trilogia. E eles nem possuem o mesmo tamanho. Olha só que horrível!
Olha só esse infográfico lindo que está enfeitando nossa sala! Minha irmã que fez! Que talento, não é mesmo? 
Lendo: "O impostor que vive em mim", de Brennan Manning. Comecei agora, mas estou gostando bastante.

Assistindo: Falaram tanto de La casa de papel que comecei a assistir, junto com meu marido, e estamos torcendo para os bandidos. Estou me sentindo mal por isso. Assisti a primeira temporada de This is us, no início eu amei, mas depois, nem tanto.

Ouvindo: Rivers & Robots é minha banda favorita de sempre e eu amo essa música.

20 de fevereiro de 2018

Um aniversário, um bolo, uma lista

Todo dia 20 de fevereiro eu crio milhões de expectativas, muitas delas em cima de pessoas. Quero ganhar presentes e fazer que seja um dia especial. Já teve alguns anos que o fim do horário de verão me presenteia com mais uma horinha do dia do meu aniversário.
Mas esse ano, acordei como a maioria dos dias, troquei de roupa, sem pensar muito no que vestir e comi manga no café da manhã. Fui pra aula, pro trabalho e para casa. Depois recebi alguns familiares e amigos, comemos cachorro quente, sorvete e o bolo que eu fiz no dia anterior (olha a receita aqui). E quer saber? Foi um dia maravilhoso! Justamente porque foi um dia comum, sem expectativas, mas com a consciência de que não deixava de ser um dia diferente, cheio de amor e pessoas que realmente importam. E o melhor, foi tão legal, que nem lembrei de tirar fotos.

Parei para pensar, e em 27 anos completos da minha vida já fiz tantas coisas, que só tenho motivos para agradecer. E por que não fazer isso agora?

  • Já fui em um show sozinha (da Madonna!)
  • Peguei um buquê de noiva
  • Assisti um musical da Broadway (A Bela e a Fera)
  • Planejei o Natal na minha casa
  • Perdi amizades e ganhei novas
  • Fiz viagens inesquecíveis
  • Encontrei o amor da minha vida
  • Tenho dois cachorros que fazem os meus dias mais alegres
  • Tenho uma família realmente maravilhosa
Um dia especial, como qualquer outro, mas que sempre será lembrado.

16 de fevereiro de 2018

Esfoliantes da cabeça aos pés!

Eu gosto muito de esfoliantes, aquela sensação de estar tirando todas as células mortas é a melhor parte, não é mesmo? Por isso, tenho aqui cinco indicações de produtos que eu uso, duas delas são receitinhas caseiras.
Não sou nenhuma especialista, mas creio que é necessário fazer uma boa hidratação após cada esfoliação. Não podemos esquecer!
Para cabelos:
A mistura de três colheres de sopa da sua máscara de hidratação preferida e duas colheres de sopa de açúcar cristal (ou uma colher de açúcar mascavo) potencializa a hidratação dando mais brilho e maciez aos cabelos. E pra quem procura menos volume, é uma ótima opção. 

Para o corpo:
O que mais me agradou nesse sabonete foi o cheiro maravilhoso dele, daqueles que não dá vontade de parar de tomar banho. Além disso, é super cremoso e ao mesmo tempo faz uma esfoliação muito boa. Fica com aquela impressão de pequenos grãozinhos de areia no sabonete. Valor: R$ 16,90 a caixa com 5 sabonetes, três cremosos e dois esfoliantes.

Uma receita natural e super eficaz. São duas colheres de sopa de mel e duas colheres de sopa de açúcar, só misturar bem e aplicar na pele com movimentos suaves. Um ótimo esfoliante para o corpo e lábios, que deixa a pele bem lisinha. 

Para as mãos:
O kit contém três produtos feitos para serem usados em conjunto. O creme extra emoliente (passo 1) oferece uma hidratação, sem cheiro, e também é ótimo para ser usado em queimaduras para evitar bolhas. O esfoliante (passo 2) limpa e esfolia de uma maneira bem suave, mesmo possuindo uma consistência mais grossa. E o creme (passo 3) fornece uma camada protetora após a esfoliação, e além de ter um cheiro muito bom deixa a pele ainda mais macia. Ah.. os produtos também podem ser utilizados nos pés. Valor: R$ 149,00.

Para o rosto:
O passo 1 possui cristais esfoliantes para refinar a pele do rosto, são bem parecidos como uma areia bem fininha, o que proporciona uma esfoliação bem suave. O passo 2 é necessário para restaurar a pele, e ótimo para ser usado no rosto após uma grande exposição ao sol. Valor: 198,00.

9 de fevereiro de 2018

Mineira de coração

Moro em Minas Gerais desde os cinco anos de idade, antes disso, em Brasília. Mas tenho todo o sangue, alma e características de uma mineira. 
Especialista em pão de queijo, apreciadora de um bom frango caipira, com direito a angu de milho verde e quiabo. Não sou a pessoa que puxa assunto em filas, mas sempre me deparo com algum comentário e uma conversa que resulta em "ah.. conheço essa pessoa sim". 
Desconfiada, reservada, mas extremamente hospitaleira, recebendo amigos sempre de braços abertos para um churrasquinho.
Pastel e caldo de cana na feirinha de sexta ou sábado é tradição, é cultura, é passeio muito "bão".
A gente gosta de família grande, almoço de domingo na casa da avó, queijo com goiabada e o cheiro de cafezinho no fim de tarde. Melhor ainda quando percebe que o amigo é um parente bem distante.
Aqui a gente fala "pon di ôns", "meidi e mei" e "uai". A gente chama tudo de "trem". 
Nada supera o orgulho de ter belas paisagens e ninguém liga se não tem praia.
Concordando com Guimarães Rosa, "Minas, são muitas".

Fonte da imagem: @nanaths
Que tal ler um post sobre minha cidade?

1 de fevereiro de 2018

O primeiro planner a gente nunca esquece

Janeiro é, na maioria das vezes, um ano de planejamento e registro de metas. Esse ano, fiz uma lista com metas alcançáveis para um ano mais leve. Quero ser mais organizada, comer coisas mais saudáveis, praticar exercícios, ler a bíblia toda, fazer passeios diferentes com a família e me amar mais!

Como o sangue da Dona Alaíde corre em minhas veias, preciso anotar tudo para conseguir lembrar das coisas que tenho que fazer. Por isso, eu preciso estar sempre acompanhada de uma agenda. Fico admirando fotos de bullet journal, mas só admirando mesmo, porque talento de organização aqui é meio limitado. Mas encontrei um planner tão lindo da Tilibra que a motivação para o ano até aumenta. Ah.. e o preço dele também é ótimo! Paguei R$20,00.
Como no ano passado, quero deixar anotado os livros que li, fazer uma lista de coisas boas que aconteceram e uma wishlist. Cada item (trabalho, estudos, finanças, compromissos, blog, prioridade e outros) tem uma cor diferente de caneta a ser usada para ficar ainda mais bonito. Ah.. e olha só que ideia legal para registrar cada dia do ano. 
Renovando: Desde o início do blog, há quase dois anos, eu permaneço com o mesmo layout por medo de mudar e dar algo errado, mas dessa vez tive coragem e mudei! E isso pôde ocorrer graças ao Creative Market. O que acharam?

Lendo: Esse mês eu terminei Cidade dos Etéreos, e já comecei a ficção policial A Morte no Nilo, da Agatha Christie, a meta é um livro por mês. 

Assistindo: Comecei a série This is Us e já estou amando, é aquele tipo de série que eu amo assistir sozinha. E estou assistindo a série The Good Place junto com a minha irmã e gostei do estilo da comédia que é ótima para assistir com alguém.

Planejando: Assistir a maior quantidade de filmes indicados ao Oscar que eu conseguir! E essa meta será possível graças à super organização da Nicas, que disponibilizou uma planilha maravilhosa em forma de checklist!

Gratidão: Deus é maravilhoso e encontrá-lo nos pequenos detalhes é algo gratificante! Um exemplo: nosso limoeiro está com mais de um ano e ainda não tinha dado frutos. Até que no início de dezembro nasceu a primeira florzinha, e ver o crescimento do limão foi perceber que as criações de Deus são perfeitas. Ainda temos algum tempo até esse limão crescer, mas será um belo primeiro de muitos. 

26 de janeiro de 2018

A droga do açúcar

Em um dia de semana, entre os videos recomendados no youtube, apareceu um com o título "Fast Food é Droga?", com a participação da Paola Carosella, eu achei o título chamativo e eu fui assistir de curiosidade. O vídeo é muito informativo e bem interessante sobre a indústria alimentícia, com um assunto que "todo mundo sabe" que faz mal, mas continua comendo.
No vídeo o assunto principal é a alimentação com fast food, mas citam o livro Sugar Blues, escrito em 1996, e como ele fala sobre a indústria e a realidade do quanto o excesso de açúcar pode fazer mal, e que o açúcar vicia mais que qualquer outro tipo de droga. E lá fui eu procurar o livro para ler, pois eu já tinha ouvido falar que o açúcar vicia, mas nunca tinha parado para realmente pensar nisso.

Definindo o título do livro:
Sugar: Açúcar. Sacarose refinada, produzida pelo múltiplo processamento químico do suco da cana-de-açúcar ou da beterraba e pela remoção de toda fibra e proteína, que representa 90% da planta.
Blues: Um estado de depressão ou melancolia revestido de medo, ansiedade e desconforto físico.
Sugar Blues: Múltiplas penúrias físicas e mentais causadas pelo consumo da sacarose refinada, comumente chamada de açúcar.


Na verdade, me interessei pelo livro pois o meu vício em açúcar é algo tão grande que passei a me sentir incomodada com a necessidade que eu tenho em comer algo doce. E não estou exagerando, é realmente um vício, na maioria dos dias eu me sinto inquieta enquanto não saio e compro um chocolate, um pedaço de bolo ou qualquer outro doce na padaria. E normalmente, essa vontade acontece logo após o almoço.
Acho que foi por isso que me identifiquei tanto com o autor do livro, pois ele relata que nada gerava mais prazer que comer um doce. 

Durante a minha adolescência, tive a minha pele sempre ruim, com muita acne e enxaquecas constantes. A indisposição sempre foi algo presente. E sempre após as refeições, não importando o quão satisfeita eu estava, sempre tinha espaço para um doce.

E o autor relata algo que me fez perceber que todos esses "problemas" que eu tinha na adolescência poderia ser resultado do excesso de açúcar. Porque ele teve pele ruim, hemorroida e pneumonia, que remédio nenhum conseguia curar. E quando ele passou um tempo no exército, sem consumir açúcar, não esteve doente. Mas quando voltou aos Estados Unidos, surgiram doenças ainda piores, incluindo enxaquecas, mas nenhuma com causas comprovadas.
Foi quando o autor leu um livrinho em que falava sobre a possibilidade do açúcar causar algumas doenças e ele decidiu jogar fora os alimentos que continham açúcar e não sobrou quase nada na dispensa. 
Depois de 48 horas, ocorreu a abstinência. Nos dias seguintes, as hemorroidas não estavam mais presentes, a pele estava mais saudável e tinha mais disposição.
Em cinco meses sem açúcar, o autor passa de 102kg para 67kg.

Em seguida, fala sobre a origem e relata um breve histórico sobre a indústria do açúcar.

Depois, fala sobre como o nosso corpo reage ao açúcar ingerido. Resumindo:
  1. Ingestão do açúcar refinado (sacarose).
  2. Sacarose vai para o intestino e vira glicose.
  3. Glicose é absorvida pelo sangue.
  4. O corpo produz insulina para diminuir a glicose.
  5. As glândulas supra-renais possuem um papel importante nesses processos, para que o equilíbrio de glicose no corpo seja mantido.
  6. Enquanto a glicose está sendo absorvida pelo sangue, nos sentimos eufóricos.
  7. No entanto, essa onda de energia hipotecada é sucedida por períodos de depressão, quando o nível de glicose no sangue cai, ficamos apáticos, cansados.
E então ele fala sobre algumas substituições graduais do açúcar, dando opções de alimentos para mudar esse vício.
Foi aí que eu pensei que a minha indisposição constante não estava tão relacionada a pressão baixa como eu pensava, mas poderia estar relacionada ao excesso de açúcar que eu estava acostumada a consumir. 
O livro é muito bom, mesmo a leitura sendo um pouco cansativa as vezes. Ajuda bastante a pensar que o açúcar pode ser o vilão de muitas doenças, não somente diabetes.

Depois de tanto aprendizado, estou determinada a diminuir a quantidade de açúcar que eu consumo, não apenas por causa desse livro, mas para conseguir não ser tão dependente desses desejos incontroláveis. 

19 de janeiro de 2018

Favoritos

Sabe quando você encontra algo muito legal e pensa: "eu preciso compartilhar isso"? Eu estava exatamente neste momento, e deixo aqui alguns links que vale a pena você clicar.
No sentido horário:
 Dominique posta fotos tão lindas juntamente com suas filhas que dá vontade de usar todas como uma futura inspiração. 
 A Dani nos contou sobre uma ótima tradição de escrever um e- mail para ela mesma e só recebe ele um ano depois. Eu já escrevi o meu!
 Minha irmã é o talento da família e tem uma lojinha com lindos produtos feitos a mão. E esse mês ela está fazendo um sorteio que é imperdível.
 Pra quem ama listas, o Seven List reúne variados temas, entre eles, receitas, cinema e saúde. E a maioria delas são em forma de infográfico, com desenhos bem lindos

Mais alguns
❥ A Natália, do Lapsos, fez um post super legal sobre o Junk Journal, que é uma mistura de bullet journal menos elaborado e um diário.
 Um vídeo que explica muito bem sobre privilégios, e que me fez pensar sobre o quanto sou privilegiada em relação a muitas pessoas e que é necessário ter empatia em relação a quem não teve as mesmas oportunidades que eu tive e tenho.
 Vi esse vídeo por acaso, ele é sobre porque não devemos nos comparar com fotos da internet e me apaixonei pela Ellora e não consigo parar de assistir o canal dela.

12 de janeiro de 2018

Seja a sua melhor companhia

Nada melhor que aproveitar a sua própria companhia e fazer coisas sozinho sem se sentir solitário. Eu amo dançar pela casa e ouvir músicas que ninguém gosta de ouvir. Já fui em um show sozinha, gosto de ir na padaria para comer e ler um livro bem sossegada. Por isso, fiz uma lista com 14 sugestões de coisas para você fazer sozinho.

Se você ainda não aproveitou sua própria companhia, deixo aqui uma pergunta: Quando foi a última vez que você fez algo pela primeira vez?
E se você tem mais alguma sugestão, compartilhe com a gente aqui nos comentários!

8 de janeiro de 2018

O dia que eu abandonei Jane Austen

Esse post é um breve relato sobre o livro mais lindo da minha estante, que foi abandonado na página 376. Se você ama Jane Austen, já pedirei desculpas, mas não consegui.

Não gosto de abandonar um livro, por mais que não esteja gostando da história. Como aconteceu com "Cidades de Papel", vou lendo na esperança de ter um bom final.
Mas nesse caso, em três histórias, parei na metade da segunda. Demorei muito tempo para ler, e como não gosto de ler mais de um livro por vez, me sentia mal por ficar tanto tempo com o mesmo livro.
Sobre Razão e Sensibilidade: A história trás duas irmãs como protagonistas. Elinor, a mais velha, a mais racional, possui um excelente coração, um temperamento afetuoso e sentimentos fortes, mas sabe como governá-los. Mariane, a irmã do meio, sensível e inteligente, mas intensa em tudo. generosa, agradável, interessante, e nada prudente. Podemos perceber que as duas são opostos, o equilíbrio entre a razão e a sensibilidade.
A autora mescla momentos felizes e outros muito tristes. É bem notável a crítica de comportamentos da sociedade da época, em que a união pela conveniência econômica as vezes fala mais alto que os verdadeiros sentimentos.
Achei que as personagens foram bem escritas, gostei dos detalhes, mas a história é muito cansativa.

Sobre Orgulho e Preconceito: A história é uma crítica a sociedade, mostrando o preconceito das posições sociais. Gostei bastante da protagonista Elisabeth bem humorada, inteligente, irônica e animada. Além da forma em que a autora mostra a personalidade dos personagens, a mãe de Elisabeth tem o objetivo de vida casar suas filhas com homens honrados e ricos.
Mas parei na metade da história e deixo aqui o minha frustração de não conseguir mesmo terminar o livro.

Persuasão, nem cheguei a ler.
Eu tentei, eu tentei!

1 de janeiro de 2018

Resuminho final do ano

No ano passado (ontem), finalizei minha pós-graduação, passei em um concurso público (mas achei melhor continuar no emprego que já tinha) e comecei a segunda faculdade. Foi um ano de muito aprendizado. Consegui utilizar uma agenda para me organizar e fiquei orgulhosa de mim mesma por isso.

Por conta de tantos estudos, consegui finalizar apenas quatro livros. Dom Casmurro, Whole 30, Clarissa e Sugar Blues. Li a história Razão e Sensibilidade, mas o livro possui outras duas, então não conta como livro finalizado.
Assisti ótimas séries. Breaking Bad é ainda a minha preferida de todos os tempos. Teve Vikings, The 100, Revenge, Once Upon a Time, Girlboss, Reign, Game of Thrones, The Crown e Anne with an E.
Conheci uma nova cafeteria muito charmosa nesta pequena cidade, juntamente com minha irmã. Tomei um chá de maçã com canela e leite vaporizado, acho que chama chai latte, que estava maravilhoso! Fomos assistir o filme Extraordinário e amei! Ele deveria ser obrigatório a todas as pessoas.
Falando em filmes, tiveram alguns que me marcaram bastante, "Até o Último Homem" foi aquele em que eu percebi que aquele mandamento de Deus para amar ao próximo é mais intenso do que pensamos, Desmond Doss aplicou esse mandamento perfeitamente. "Lion" me fez chorar do início ao fim e eu recomendo ele para todo mundo. "Quarto de Guerra" também é um ótimo filme. 
E esse ano, pela primeira vez, fizemos o Natal na minha casa. Cada planejamento foi muito bom. Minha mãe, habilidosa que só ela, fez os sousplats, os guardanapos e os porta-guardanapos.
Enfim férias! Ainda não tenho nada programado, mas um tempo de descanso no início do ano é algo merecido!
Espero que vocês tenham um 2018 maravilhoso! Repleto de novas conquistas e aprendizados! Muito amor, paz e alegrias!