1 de julho de 2020

Não teve festa junina

Já perdemos a conta de quantos dias estamos em quarentena, e é também incontável as vezes que sonhei que estava viajando.. Não tá fácil!

Cozinhando: Não teve festa junina, mas minha irmã me ensinou a fazer canjica.
Bom, fazer todas as refeições em casa as vezes bate aquela preguiça de cozinhar só por causa da questão de lavar louça, mas as estou gostando bastante de testar novas receitas.
Os tomatinhos de alguns posts passados amadureceram e já viraram tomatinhos confitados do Gui Poulain
Lendo: Outra coisa que estou fazendo bastante é ler.. estou colocando a leitura bíblica em dia e ultimamente estou com bastante interesse em livros que falam sobre a bíblia, como Este Mundo Tenebroso, uma ficção que retrata a vida de uma cidade pequena, mas relatando as batalhas espirituais em paralelo a cada acontecimento.

Assistindo: Assisti a série Nada Ortodoxa, e  achei muito boa, a protagonista Esther é uma judia que vive em uma comunidade de judeus ortodoxos em Nova York, ou seja, super conservadores e religiosos, ela foge para Berlim e ao longo dos episódios vamos sabendo o porquê. Voltei a assistir This is Us. E comecei a série Chesapeake Shores e gostei por ser bem leve, contando a história de uma família, sem suspense, com um pouco de drama; meu pai diria que é bem "água de batata". Jess é minha personagem favorita e tenho preguiça da Abby.
Sonhando: A medida que vou ficando só em casa, a vontade de ter mais conforto aumenta, estamos querendo muito umas poltronas para a sala de tv, já que um dos locais que mais ficamos em casa. Já quase compramos duas em uma loja da minha cidade, mas eram muito caras e acabamos desistindo. O site Madeira Madeira tem tantas opções lindas, mas o frete é sempre quase o preço das poltronas, o que nos desanima. Já quis muito a womb chair, a costela e a charles eames, mas são caras demais. Olhando inspirações por ai.. olha que lindas dessas cadeiras.
Dica: O app Remini "transforma" fotos antigas com melhor qualidade, tô viciada.
Minha mãe, minha avó e minha bisavó   ||   Eu com uns 5 anos
E pra terminar.. uma foto da parede minha parede que a minha irmã desenhou, é um dos meus locais favoritos aqui em casa.

29 de maio de 2020

Tag: Trinta Perguntas sobre Séries

Vi essa tag no blog da Karine e achei legal para recordar algumas séries que já assisti.

01. Sua série favorita: Breaking Bad.

02. A melhor série que está assistindo no momento: Motel Bates, tinha parado na terceira temporada, mas voltei a assistir.
03. Uma série que você não gosta: Comecei Elite, e não gostei.

04. Uma série que assiste quando não tem nada pra fazer: This is us eu assisto quando estou passando roupas e Friends nos finais de dias cansativos.

05. Uma cena de série que te faz chorar: Sou uma manteiga e choro por qualquer coisa, então várias cenas me fazem chorar, mas nunca vou esquecer da morte da Marissa Cooper em The O.C. me fez chorar muito.

06. Uma série de terror: Nunca assisti.

07. Uma série de ação: Não lembro de ter assistido.

08. Uma série de ficção: Supernatural (parei na sétima temporada - saudades).

09. A série mais antiga que você assistiu: Full House (Três é demais).

10. Seu personagem favorito: Blair Waldorf, de Gossip Girl, e Olivia Pope, de Scandal (aliás, tenho um post com oito coisas para aprender com Olivia Pope).
11. Um personagem que você odeia: Não lembro de nenhum.

12. Uma série que deixou saudades: One Tree Hill.

13. Uma série que você abandonou: Arrow, Vikings, Orange is the new black e Once Upon a Time (depois do "felizes para sempre" mudaram a história e o Harry perde a memória, e desanimei de assistir sem a Emma Swan - já viu a lista de quatro coisas para aprender com Once Upon a Time? )

14. Uma série que você viu todos os episódios: The O.C., Gossip Girl, Gilmore Girls, Scandal...

15. A última série que começou a acompanhar: Virgin River, uma enfermeira muda de Los Angeles para uma cidade pequena em busca de um recomeço. Bem parecida com Hart of Dixie.

16. Melhor abertura de série: Friends.
Desenho do Victor

17. Uma que podia já ter acabado: La Casa de Papel, eu gosto, mas já deu né.

18. Uma que não devia ter acabado: Anne with an E.

19. Uma que não devia ter começado: Black Mirror, o primeiro episódio foi horrível, nem acredito que perdi meu tempo assistindo aquilo, tentei continuar, assisti o segundo, e também não gostei.

20. Uma que você gostava muito e fio cancelada: Anne with an E e The Carrie Diaries.
Desenho da Emeri

21. Uma série que todo mundo gosta, menos você: Black Mirror.

22. Uma série que só você gosta: Switched at a birth, não conheço mais ninguém que tenha assistido.

23. Um personagem engraçado: Tituss, da série Unbreakable Kimmy Schimidt.
24. Uma série que você não entende: The Witcher, estava assistindo com meu marido, mas sempre acabava dormindo e depois ficava sem entender.

25. Um personagem que te lembra alguém: Não sei...

26. Uma que você nunca assistiu: Better Call Saul.

27. A que tem a melhor trilha sonora: One Tree Hill, nada supera.

28. Série favorita da infância: A Família Dinossauro.

29. Uma série que deveria virar filme: Friends!

30. Indique uma série: Spin Out, pra quem quer uma série clichê e leve. Stranger Things, para um pouco de aventura. Anne with an E, pra se apaixonar, é pura poesia.

Me indiquem séries muito boas!

1 de maio de 2020

Quatro maneiras de melhorar o café da manhã

Todo mundo sabe que o café da manhã é a refeição mais importante do dia, mas nem sempre levamos isso muito a sério. Por isso, reuni algumas dicas simples e opções práticas para deixar a preguiça de lado e acordar alguns minutinhos mais cedo para aproveitar o café da manhã com tranquilidade.

1. Comece o dia tomando água. 
A água, como primeiro nutriente do dia,  é ótimo para quebrar o tempo que ficamos sem comer a noite. 

2. Panqueca de ovo e aveia.
O ovo possui gordura boa e combinado com a aveia, que é uma ótima fonte de fibras e outros nutrientes, forma uma ótima opção para o café da manhã que dá energia para começar bem o dia. Segue a receita para uma panqueca individual em uma frigideira grande, ou duas em uma frigideira pequena.
Ingredientes: 
- 4 ovos
- 1 colher de sopa de vaeia
- 2 colheres de brócolis picadinho (pode ser só os talos, cenoura, tomate cereja, milho ou outro vegetal)
- 2 colheres de queijo
- uma pitada de sal
- temperos a gosto

Modo de preparo: Misture todos os ingredientes. Em uma frigideira, coloque a massa, quando começar a ficar dourada nas bordas, vire a panqueca para cozinhar do outro lado. Sirva a seguir.

3. Frutas.
Banana, maçã, uva e morango são exemplos de frutas que você pode deixar na geladeira já lavadas para agilizar seu café da manhã. Outra ótima opção é preparar salada de frutas no dia anterior, ou ainda apostar na banana amassada com aveia ou iogurte com frutas picadas.
E a aveia, nibs de cacau, granola ou amêndoas são ótimas opções para incrementar a salada de frutas.

4. Coco.
Pode ser consumido como leite (possui potássio, cloreto e cálcio), água (rica em vitaminas e minerais, como potássio e magnésio), natural (possui fibras, o que ajuda no funcionamento intestinal), desidratado ou como farinha (fonte de fibras e não contém glúten). No blog da Mimis tem mais alguns benefícios do coco.
Eu gosto de fazer esse chips de coco seco que é simples, gostoso e dá pra comer qualquer hora do dia. Receita do  Cebolana na Cozinha.

Não deixe a falta de tempo da manhã te impedir de ter uma refeição saudável. Já deixar a mesa posta logo pela noite já economiza alguns minutinhos pela manhã.

25 de março de 2020

Seis dias em casa

Eu moro no interior de Minas Gerais e graças a Deus não teve nenhum caso confirmado do covid-19, até agora apenas 14 suspeitos, e mesmo assim as empresas pararam, e quem consegue está trabalhando em casa. Na quinta-feira fiz uma compra um pouco mais generosa (sem exagero de estoques é claro) e comecei o home office na sexta-feira. 
A parte boa é que estou aproveitando mais o tempo, mas é incrível a vontade de comer que nunca passa, ainda mais que eu estou trabalhando na cozinha. Sorte do meu marido que está na sala.
Essa nova rotina de trabalhar em casa tem sido desafiadora, uma coisa importante que aprendi foi que a primeira coisa que preciso fazer é trocar de roupa, embora dê vontade de ficar de pijama, é melhor não, porque o pijama trás aquela sensação de domingo de preguiça.
Eu também estou aproveitando para deixar as portas e janelas abertas o dia todo para que o ar possa ventilar a casa, uma coisa que não acontecia, pois ficávamos o dia todo fora.
E eu nunca lavei tanta louça e nem usei tanto o aspirador de pó, como pode isso?
Questionamento: Quanto tempo é aceitável ficar sem lavar o cabelo, considerando que ele é oleoso e tenho que lavar todo dia? Até agora foram dois dias sem lavar e meu marido ainda não reclamou.

Bom, aproveitei para atualizar as playlists no Deezer, adquirir alguns livros gratuitos na Amazon para ter no meu kindle (a melhor aquisição que poderia ter feito) e colocar a leitura em dia. No momento, estou lendo "As Crônicas de Nárnia", e como não consigo ler mais de um livro por vez, não vejo a hora de terminá-lo para começar outro.
A parte boa desse tempo que estamos em casa é que vários sites (como a Faber Castell, e a Udemy na área de tecnologia) disponibilizaram cursos gratuitos para esse período. 

Estou até conseguindo cuidar da minha hortinha, imagina só quando esses tomatinhos ficarem vermelhinhos, que lindos que serão...
E até que os cactos estão durando bem nesses vasinhos!
E por fim, olha que lindos desses dois.. quem vê nem pensa que saem correndo quando abro o portão!

8 de março de 2020

Mulheres que inspiram

No dia das mulheres, quero enaltecer quatro mulheres que me inspiram em diversas qualidades e que são exemplo de força, carinho e amor.. Todo mundo deveria conhecê-las...
1. Dona Cirene, ou minha avó materna, ou vovó Ena (89 anos).
Mãe de dez filhos (uma já foi morar no céu), vó de 25 netos e 10 bisnetos, ela venceu um câncer de mama e um aneurisma. Hoje, com 89 anos, ela esbanja boa memória, generosidade e amor. Ela nunca esquece os aniversariantes da família, nunca mesmo. Sempre está de portas abertas para receber todo mundo com um cafezinho e não consegue parar quieta, se deixar, ela quer dar faxina na casa todo dia. E faz questão de tratar todos os netos igualmente e com muito amor. No meu casamento ela estava com oitenta e poucos anos, com dengue, e nem existiu a possibilidade de não ir. Ela sempre foi a primeira a comprar os ingressos para minhas apresentações de ballet, e mesmo depois do aneurisma, quando ela já não tinha uma visão tão boa, continuava indo às apresentações. 

2. Eunice, ou minha mãe (57 anos).
Ela me aguentou mamando apenas em um peito. Ama a família e se preocupa com ela, as vezes até ao ponto de esquecer dela mesma. Ela é linda, mesmo sem qualquer tipo de maquiagem, botox ou essas coisas que vemos por aí. Ela começou uma faculdade depois de ter duas filhas adolescentes e conseguiu terminar com êxito. E sempre arruma um tempo para aprender algo novo, sabe costurar, tricotar, bordar, cozinhar e agora tá fazendo crochê até para caminha da Yuki (a shih-tzu da família).
3. Bruna, ou minha irmã (25 anos).
Desde pequena ela é a que faz todos rir, menos pelas manhãs, o momento em que ela não gosta muito de conversa. É uma artista incrível, tem uma habilidade com o lápis que é difícil de compreender. Todo mundo gosta dela, principalmente as crianças. Ela toca violão e tem uma voz linda, ama séries coreanas e Friends, gosta de músicas lentas e bons livros. É daquelas pessoas que faz amizade facilmente.  É o meu oposto e ao mesmo tempo somos bem parecidas.

4. Gabriela, ou minha prima (14 anos).
Quando ela nasceu, no sétimo mês de gestação, o médico disse para meu tio que ela não iria andar, nem falar, seria como uma plantinha. Mas ela superou até a medicina, venceu duas cirurgias na cabeça e hoje é uma criança como qualquer outra. Bom, na verdade, nem tanto. Ela é diferente. Pra ela não existe discriminação; se ela te viu apenas uma vez, pode saber que se ela te encontrar na rua irá te cumprimentar; ela é amiga de todo mundo. Ela dá aula de generosidade e sinseridade, preocupa com que ela gosta. E se não gosta, nem vai disfarçar.