25 de março de 2020

Seis dias em casa

Eu moro no interior de Minas Gerais e graças a Deus não teve nenhum caso confirmado do covid-19, até agora apenas 14 suspeitos, e mesmo assim as empresas pararam, e quem consegue está trabalhando em casa. Na quinta-feira fiz uma compra um pouco mais generosa (sem exagero de estoques é claro) e comecei o home office na sexta-feira. 
A parte boa é que estou aproveitando mais o tempo, mas é incrível a vontade de comer que nunca passa, ainda mais que eu estou trabalhando na cozinha. Sorte do meu marido que está na sala.
Essa nova rotina de trabalhar em casa tem sido desafiadora, uma coisa importante que aprendi foi que a primeira coisa que preciso fazer é trocar de roupa, embora dê vontade de ficar de pijama, é melhor não, porque o pijama trás aquela sensação de domingo de preguiça.
Eu também estou aproveitando para deixar as portas e janelas abertas o dia todo para que o ar possa ventilar a casa, uma coisa que não acontecia, pois ficávamos o dia todo fora.
E eu nunca lavei tanta louça e nem usei tanto o aspirador de pó, como pode isso?
Questionamento: Quanto tempo é aceitável ficar sem lavar o cabelo, considerando que ele é oleoso e tenho que lavar todo dia? Até agora foram dois dias sem lavar e meu marido ainda não reclamou.

Bom, aproveitei para atualizar as playlists no Deezer, adquirir alguns livros gratuitos na Amazon para ter no meu kindle (a melhor aquisição que poderia ter feito) e colocar a leitura em dia. No momento, estou lendo "As Crônicas de Nárnia", e como não consigo ler mais de um livro por vez, não vejo a hora de terminá-lo para começar outro.
A parte boa desse tempo que estamos em casa é que vários sites (como a Faber Castell, e a Udemy na área de tecnologia) disponibilizaram cursos gratuitos para esse período. 

Estou até conseguindo cuidar da minha hortinha, imagina só quando esses tomatinhos ficarem vermelhinhos, que lindos que serão...
E até que os cactos estão durando bem nesses vasinhos!
E por fim, olha que lindos desses dois.. quem vê nem pensa que saem correndo quando abro o portão!

8 de março de 2020

Mulheres que inspiram

No dia das mulheres, quero enaltecer quatro mulheres que me inspiram em diversas qualidades e que são exemplo de força, carinho e amor.. Todo mundo deveria conhecê-las...
1. Dona Cirene, ou minha avó materna, ou vovó Ena (89 anos).
Mãe de dez filhos (uma já foi morar no céu), vó de 25 netos e 10 bisnetos, ela venceu um câncer de mama e um aneurisma. Hoje, com 89 anos, ela esbanja boa memória, generosidade e amor. Ela nunca esquece os aniversariantes da família, nunca mesmo. Sempre está de portas abertas para receber todo mundo com um cafezinho e não consegue parar quieta, se deixar, ela quer dar faxina na casa todo dia. E faz questão de tratar todos os netos igualmente e com muito amor. No meu casamento ela estava com oitenta e poucos anos, com dengue, e nem existiu a possibilidade de não ir. Ela sempre foi a primeira a comprar os ingressos para minhas apresentações de ballet, e mesmo depois do aneurisma, quando ela já não tinha uma visão tão boa, continuava indo às apresentações. 

2. Eunice, ou minha mãe (57 anos).
Ela me aguentou mamando apenas em um peito. Ama a família e se preocupa com ela, as vezes até ao ponto de esquecer dela mesma. Ela é linda, mesmo sem qualquer tipo de maquiagem, botox ou essas coisas que vemos por aí. Ela começou uma faculdade depois de ter duas filhas adolescentes e conseguiu terminar com êxito. E sempre arruma um tempo para aprender algo novo, sabe costurar, tricotar, bordar, cozinhar e agora tá fazendo crochê até para caminha da Yuki (a shih-tzu da família).
3. Bruna, ou minha irmã (25 anos).
Desde pequena ela é a que faz todos rir, menos pelas manhãs, o momento em que ela não gosta muito de conversa. É uma artista incrível, tem uma habilidade com o lápis que é difícil de compreender. Todo mundo gosta dela, principalmente as crianças. Ela toca violão e tem uma voz linda, ama séries coreanas e Friends, gosta de músicas lentas e bons livros. É daquelas pessoas que faz amizade facilmente.  É o meu oposto e ao mesmo tempo somos bem parecidas.

4. Gabriela, ou minha prima (14 anos).
Quando ela nasceu, no sétimo mês de gestação, o médico disse para meu tio que ela não iria andar, nem falar, seria como uma plantinha. Mas ela superou até a medicina, venceu duas cirurgias na cabeça e hoje é uma criança como qualquer outra. Bom, na verdade, nem tanto. Ela é diferente. Pra ela não existe discriminação; se ela te viu apenas uma vez, pode saber que se ela te encontrar na rua irá te cumprimentar; ela é amiga de todo mundo. Ela dá aula de generosidade e sinseridade, preocupa com que ela gosta. E se não gosta, nem vai disfarçar.

21 de fevereiro de 2020

Um cabelo novo e uma formatura

Por muitos anos eu mantive meu cabelo comprido, ele sempre foi liso na raiz e tinha cachos nas pontas. Há uns dez anos eu fiz algumas mechas, mas na maior parte do tempo ele foi castanho. Em outubro de 2018 resolvi cortar na altura dos ombros e pra mim tinha sido a maior mudança que eu poderia ter feito. E naquela época ele já tinha perdido a definição dos cachos. 
Gostei tanto da praticidade do cabelo curto que fui cortando cada vez mais, até chegar em como está hoje. E o que mais me incentivou a mudar foi a troca de emprego, com toda a novidade de tarefas eu sentia que precisava mudar algo fisicamente também. As mechas aconteceram para mudar de vez.
Teve gente que achou muito radical, como a prima do meu marido, que falou pra ele quando viu meu "novo" cabelo.
- Você deixou a Aline cortar o cabelo?
- Eu não tenho que deixar não, o cabelo é dela.
Casei com a pessoa certa mesmo viu...

....................

E para completar as tantas mudanças... Enfim formei!
Por já ter feito Engenharia Ambiental, foram somente três anos para ser também Engenheira Civil. Eu nunca imaginei que poderia me identificar tanto com algo como foi nesses anos da faculdade. 
Meu pai, esse bonitão de terno, foi meu professor, homenageado da minha sala e paraninfo de outra sala.. Muito chique né?!
E pra terminar, uma foto dessa maquiagem linda, primeira vez na vida que fico bem em uma foto de maquiagem.

11 de fevereiro de 2020

Sites com cursos online e gratuitos #2

Há uns anos eu fiz um post com vários conteúdos para estudos e outro com sites com cursos online e gratuitos. E vou fazer uma complementação do post com mais sites para aprimorar nossos conhecimentos.
IFRS. São cursos em várias áreas de conhecimento, como ambiente e saúde, ciências exatas, educação, gestão e negócios, idiomas, informática, produção alimentícia e turismo. Cada módulo possui um material para leitura e uma atividade a ser realizada, e ao final do curso é feito uma avaliação online para emissão de certificado. 

Fundação Bradesco. São mais de 90 opções de cursos na área de administração, contabilidade e finanças, desenvolvimento pessoal e profissional, educação e informática.

PoCA. O Portal de Cursos Abertos é uma iniciativa da UFSCar para oferecer uma oportunidade de formação e atualização nas áreas de educação, gestão, comunicação, inclusão e acessibilidade, matemática e sustentabilidade. Atendendo os requisitos mínimos de cada curso, é possível a emissão de certificado.

Albert Einstein. O Instituto Israelita de Ensino e Pesquisa Albert Einstein possui uma boa quantidade de cursos voltados a área da saúde.

Engeduca. O site possui diversos cursos e disponibiliza alguns cursos de forma gratuita na área de engenharia civil.

Insper. Cursos gratuitos, em parceria com a Coursera, na área de marketing, gestão de operações e administração.

Centro Paula Souza. Cursos com duração de 30 horas, em diversos segmentos, como mercado de trabalho, vendas, AutoCad, gestão e design. 

Escola Educação. Possui uma grande variedade de cursos nas áreas de segurança no trabalho, saúde, informática, idiomas, administração, comunicação e vendas, entre outros. Se quiser certificado é preciso pagar uma taxa após realizar uma avaliação no final do curso.

Prime Cursos. Site de cursos gratuitos nas áreas de administração, comunicação, direito, educação, gastronomia, informática, idiomas, meio ambiente, recursos humanos, programação, saúde e turismo. Você pode solicitar o certificado do curso após pagamento de uma taxa.

e-Unicamp. Não possui cursos, mas não poderia deixar de falar sobre. É um portal com conteúdos em imagens, animações e vídeos para aprimorar o aprendizado, abrangendo áreas de exatas, ciências humanas, artes e biológicas. 

8 de janeiro de 2020

Retrospectiva

Embora tenham ocorrido alguns contratempos, 2019 foi um ano memorável, agitado, desafiador e inspirador.. 
Iniciamos o ano com aula de forró, e foi uma das melhores coisas que eu e meu marido poderíamos ter feito por nós, pois quebra a rotina do dia. No meio do ano, fizemos uma semana de aula de flashback e foi mais um momento ótimo de pura descontração.
Fizemos uma viagem inesquecível para Monte Verde, cheia de aventuras, passeios, comidas maravilhosas e muito descanso.
Tirei algumas fotos com minha irmã e demos uma delas de presente para nossos pais. Ficaram lindas né?!
Falando na minha irmã... ela é uma verdadeira artista. Olha só como ela embelezou a parede da minha cozinha. Ela pinta paredes, faz muito artesanatodesenhos e ainda tem tempo de ser arquiteta.
Organizamos o natal na minha casa, e foi muito divertido, cada família levou um prato, uma sobremesa e o que ia beber e deu tudo certo. Eu amo arrumar a casa para receber a família e amigos, ainda mais que é uma oportunidade de usar os presentes que ganhamos de casamento e nunca lembramos de usar.
É isso. O ano de 2020 já começou com muita coisa boa, mas é assunto pro próximo post!